NOTÍCIAS

Como trabalhar a inteligência emocional das crianças

Como trabalhar a inteligência emocional das crianças

Veja como desenvolver a inteligência emocional das crianças!

O psicólogo John Gottman introduziu em 1997 a ideia de que pais e professores às vezes devem agir como uma espécie de “treinador de emoções”. Para trabalhar a inteligência emocional das crianças é preciso visar o desenvolvimento das crianças, apoiá-los em suas habilidades e investigar problemas de comportamento.

As crianças imitam aquilo que elas veem por meio de brincadeiras ou então pelas ações dos adultos. Por isso é preciso cuidar com a conduta que passamos a elas. Por exemplo, é muito comum solicitar aos alunos que fiquem calmos em momentos de angústia, mas será que mostramos ou conversamos sobre como se aquietar e ficar tranquilo? Dar exemplos e instruir a criança é totalmente mais eficaz que simplesmente pedir que ela faça algo ou se comporte de determinada maneira.

Existe uma estratégia chamada narração, que nada mais é que um modo de ajustar as habilidades da criança em relação a sua inteligência emocional. Deve-se explicar o que vemos, fazemos e qual o motivo dos nossos comportamentos. Explique cada processo de uma emoção, diga o porquê e então solicite algo da criança. Por exemplo, quando chegar em casa após um dia de trabalho e precisar de um auxílio no jantar, explique como é estar cansado, porque você está se sentindo assim e também porque precisa de ajuda nessa situação.

É importante também saber reagir a uma demonstração de emoções da criança. Se aproxime, mantenha seu tom de voz ao nível da criança e valide os sentimentos dela, assim você ajuda a construir a sua confiança. Se preciso, faça o aluno pensar com mais clareza sobre o que aconteceu. Não esqueça de narrar a situação, exemplo: “Notei, pelo tom alto de sua voz e pela expressão de raiva em seu rosto, que parece chateado. O que aconteceu?”.

Apresente soluções ou ajude a criança encontrar uma resposta para seu problema. Use frases como: “parece que há duas opções” ou “em vez disso, o que podemos fazer?”. Ajude-a para que ache uma estratégia para resolver seu problema e perceba que há uma solução.

A inteligência emocional é algo que pode e deve ser ensinado para os pequenos, principalmente em momentos de trocas, como enquanto assistem televisão, filmes ou na leitura de histórias, em que é possível falar sobre os sentimentos dos personagens e como eles se expressam e regulam essas sensações.

Fonte:

revistaneuroeducacao.com.br/trabalhando-a-inteligencia-emocional-das-criancas