NOTÍCIAS

A importância de ensinar os alunos a usarem ferramentas digitais com consciência

A importância de ensinar os alunos a usarem ferramentas digitais com consciência

O mundo digital está cada vez mais presente na vida das crianças. Por isso, ajudá-los a fazer um bom uso é necessário.

A tecnologia muitas vezes é um assunto polêmico dentro das escolas. Ainda existem educadores contra a implantação de ferramentas com uso da internet, softwares e outras plataformas digitais no meio da educação. Porém, não se pode negar que a tecnologia tem muito a agregar no processo de ensino-aprendizagem.

Muitos professores podem questionar a implantação de ferramentas tecnológicas na escola, principalmente pela guerra que existe entre eles e os celulares dos alunos, mas reflita: se esse aparelho eletrônico faz tantas coisas nas mãos dos alunos, o que ele poderia fazer se direcionado para a educação?

É aquela velha história: O problema não é a ferramenta em si, mas o modo como as pessoas usam. Por isso, a educação só tem a perder indo contra a tecnologia. O certo a fazer é direcionar o uso dela para bons fins e, principalmente, ensinar os estudantes a usarem as ferramentas corretamente quando a intenção for aprender.
Segundo o filósofo austríaco Ludwig Wittgenstein (1889-1951), os limites da nossa linguagem denotam os limites do nosso mundo. Quanto maior a diversidade de ferramentas dominadas pelo aluno, maior será seu território de ação.

Antes de qualquer mudança, é interessante que as escolas pesquisem como é a relação dos seus alunos com a internet, pois assim há chances de conseguir informações preciosas para elaborar planos de ensino. Busque saber, por exemplo, qual o tempo que eles passam por dia em contato com o mundo digital, quais os sites, redes sociais e aplicativos que mais acessam.

Promova atividades que mostrem aos alunos como pode ser divertido e interessante aprender por meio de aplicativos, sites e softwares. Nem que seja uma simples tarefa solicitando que acessem um canal de vídeo-aulas ou um game voltado para educação, é importante que as crianças saibam que vídeos, jogos, redes sociais e muitas outras ferramentas não existem apenas para o entretenimento. A tecnologia não será o único meio para aprender, mas com certeza pode ser um apoio e tanto, seja em casa ou na sala de aula.

Nos processos de ensino-aprendizagem, preserve as preocupações e as indagações do aluno, da cultura e da sociedade. A escola que se empenha em inquietar o jovem, confrontando-o com questionamentos e conteúdos que o ajudam a entender o mundo em que vive, não deve temer a tecnologia.